EDUCAÇÃO E CULTURA CERVEJEIRA

A Academia Barbante de Cerveja foi idealizada como um polo de educação e cultura cervejeira que reúne, aprimora e dissemina o conhecimento sobre esse universo.

A Academia Barbante de Cerveja oferece em seus ambientes, todos os recursos necessários para o desenvolvimento e a formação profissional. A sede em São Paulo possui Sala de aula, Lounge para degustações, Bar/Cozinha/Nano-cervejaria Experimental. A sede em Belo Horizonte possui Sala de aula, Lounge e Cozinha Experimental.



EDUCAÇÃO E CULTURA CERVEJEIRA

A cerveja foi introduzida definitivamente no Brasil apenas em 1808, ano da chegada da família real portuguesa, que deixava Portugal devido a ameaça de invasão pelas tropas de Napoleão. Consta que o rei, Dom João, um amante da cerveja, não podia ficar no exílio sem a sua bebida favorita. Até então, o protecionismo aos vinhos portugueses mantinha a importação de cerveja proibida na colônia. Rapidamente, após a chegada da comitiva real, o hábito de beber cerveja se espalhou por toda a colônia e por aproximadamente duas décadas, apenas marcas estrangeiras matavam a sede da corte e dos colonos.

Por volta de 1830, começaram a surgir fábricas de cerveja no Brasil. Elas usavam ervas locais, especiarias e frutas, fermento tipo “ale” e rolhas para fechar as garrafas. Por causa dessa fermentação continuada na garrafa, as rolhas eram amarradas com um barbante para evitar que se abrissem.

marca barbante

Assim nasceu a “marca BARBANTE” que, na época, passou a ser utilizada por todos, ao se referirem à cerveja.



ACADEMIA BARBANTE DE CERVEJA